sábado, 12 de fevereiro de 2011

EU

Ando a longos meses a tentar acabar de ler este livro, não sei se por marcas ou por acasos da vida o certo é que o livro se vai mantendo perto de mim, mas cada vez que o vou folheando e tento ler mais umas páginas fico com um nó no estômago e vou deixando ficar para o dia seguinte.
Sempre fui de lágrimas fáceis, muito fáceis até mas a vida mudou-me, quando leio ou vejo algo que mexe comigo fico apática, com vontade de rebentar mas não consigo.
Sempre fui destemida, e há uma parte de mim que o continua a ser mas a outra parte parece bem mais forte e puxa-me para trás.
Sei que existiram uma série de incidentes na minha vida que possam ter provocado isto mas eu gostava muito de voltar a ser como era, solta e sem medo do amanhã do que possam pensar ou dizer de mim.


2 comentários:

Feira de Contos disse...

Duras vidas, duros exemplos...
Ele é duro como o exemplo que pode ser para alguns, ou a maioria...
Grande Homem!!!

PS - Deixei um presentinho para ti no meu blog!

O meu mundo disse...

obrigado já vi e juro que me vou motivar, ainda agora me vi ao espelho e fiquei um bocado triste, não sou gordissima mas não sou o que era... Se o arrependimento matasse tinha procurado um bom especialista ou invés de embarcar numa medicação suicida de um médico de clinica geral...