terça-feira, 19 de março de 2013

Pai

Não me ocorre escrever nada especial, pois onde quer que estejas sabes o que sinto por ti. Continuo a sentir a tua falta tantos anos depois, é como se tivesse sido ontem a tua partida, e já lá vão 22 anos. Como se continua a alimentar um amor durante tantos anos pergunto eu? Talvez porque moras no meu coração desde aquele estúpido dia, a imagem que ficou gravada teima em não me abandonar, ainda hoje sinto pormenores que passei anos sem dar por eles. É estranho todos estes anos e nunca sonhei contigo, nunca me abraças-te nem em sonho para acalmar o que sinto. Só quero que estejas em paz e tomes conta das tuas meninas.

4 comentários:

Chic Maria disse...

Que lindo esse sentimento *

Carlos Soares disse...

o amor é isto. bonita e profunda homenagem.

Pedaços de Mim disse...

Não existem palavras que expressem a falta que um Pai nos faz...

Rosimeire Feliciano disse...

Sou a Prof. Rosi, a minha especialidade é falar sobre saúde, bem estar e emagrecimento. Escrevo atualmente para vários blogs incluindo o https://beleza.blog.br/ Proponho uma troca email contato@pontomakeup.com WhatsApp 43991334541 horário online 12h as 18h de segunda a sexta https://www.facebook.com/rosi.feliciano.127